Berlim considera “bastante provável” envenenamento intencional de opositor de Putin

Apoiadores de Navalny acreditam que ele tenha tomado chá envenenado no aeroporto da Sibéria. AFP

Publicado originalmente no site da RFI

O governo alemão afirmou, nesta segunda-feira (24), considerar “bastante provável” que o opositor russo Alexei Navalny, internado desde o fim de semana em um hospital de Berlim, tenha sido vítima de um “ataque com veneno”. Os resultados dos exames médicos feitos na capital alemã, no entanto, ainda não saíram.

Alexei Navalny, 44, foi transferido da Sibéria para Berlim no sábado (22). Ele está em coma depois de passar mal a bordo de um avião na quinta-feira (20). O principal oponente do Kremlin é conhecido por suas denúncias de corrupção contra membros da elite russa, que são amplamente compartilhadas nas redes sociais.

Sem esperar que o Hospital Charité de Berlim, onde foi internado, informe os resultados dos novos exames feitos no país, o governo alemão expressou nesta segunda-feira suas fortes suspeitas. “Este é um paciente que muito provavelmente foi vítima de um ataque com veneno”, revelou Steffen Seibert, porta-voz da chanceler Angela Merkel, a repórteres.

“A questão não é se Navalny se envenenou, mas se alguém envenenou o senhor Navalny. E o governo alemão leva essa suspeita muito a sério”, argumentou o porta-voz. Seibert também explicou as medidas de proteção adotadas pelas autoridades alemãs em relação a Navalny na Alemanha.

O chefe da diplomacia alemã, Heiko Maas, foi mais cauteloso em seu pronunciamento. “No caso de Navalny, ainda faltam muitos fatos, de natureza médica, mas também criminológica, o que é de se esperar”, declarou o ministro durante viagem a Kiev. “Precisamos de mais esclarecimentos, estamos aguardando informações adicionais que provavelmente receberemos em breve (do hospital) Charité”, acrescentou ele durante uma entrevista coletiva.

O hospital Charité, um dos mais famosos do mundo e experiente no atendimento de pacientes vítimas de envenenamento, deve fornecer nos próximos dias informações sobre o estado de saúde de Navalny. Seus familiares garantem se tratar de um “envenenamento intencional”.

Navalny foi levado na manhã de sábado para Berlim em um jato particular fretado por uma ONG alemã, após um dia de cabo de guerra entre sua família e a equipe médica russa, que inicialmente impediu a viagem alegando que sua condição era muito instável, antes de autorizar a transferência.

“Sem pressão”

Médicos russos do hospital Omsk, na Sibéria Ocidental, onde Navalny estava inicialmente, garantiram nesta segunda-feira que não sofreram “nenhuma pressão externa” ou interferência de autoridades para omitir a possibilidade de uma tentativa de envenenamento e impedir a transferência de Navalny para a Alemanha. “Com muito esforço salvamos a vida dele”, garantiu Alexandre Mourakhovski, médico-chefe do hospital Omsk.

Anatoly Kalinichenko, vice-diretor do hospital, por sua vez, declarou que, de acordo com dois laboratórios, em Omsk e Moscou, “nenhuma substância que pudesse ser considerada venenosa (…) foi identificada”. Alguns partidários do oponente nº 1 do Kremlin, no entanto, suspeitam que a transferência foi retardada com o intuito de dificultar a detecção de uma substância venenosa.

“Existem alguns exemplos (de envenenamento intencional) na história recente da Rússia, então o mundo leva essa suspeita muito a sério”, afirmou Seibert. Dois casos altamente divulgados de envenenamento de ex-agentes secretos russos ocorreram no Reino Unido em 2018 e 2006.

Nos últimos anos, Alexei Navalny já foi vítima de ataques físicos. Em 2017, por exemplo, ele foi atacado com um produto antisséptico nos olhos ao deixar seu escritório em Moscou. Em julho de 2019, enquanto cumpria uma curta pena de prisão, ele teve de receber tratamento médico em um hospital, as autoridades afirmaram que ele teve uma “reação alérgica”, enquanto seu grupo denunciou uma tentativa de envenenamento.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!