Bia Doria: “Não é o João. Eu conheço o corpo dele e, principalmente, confio no meu marido”. Por José Cassio

João Doria Jr. e Bia Doria. Foto: Reprodução/Twitter

Bia Doria, mulher do candidato do PSDB ao governo de São Paulo, deu a declaração mais impactante do debate desta terça no SBT entre João Doria e Márcio França.

O vídeo que viralizou nesta tarde, e que supostamente mostra Doria em uma orgia com cinco mulheres, mobilizou os bastidores antes e após a atração.

Jornalistas e experientes cinegrafistas ampliavam a cena, alguns chegaram a usar lupa para ter a certeza de que o rosto do protagonista era mesmo o do tucano.

Outro desafio era tentar encontrar pontos de corte na cena que pudessem denotar algum tipo de edição e a possível montagem.

A conclusão geral, sem nenhuma base científica, era de que se tratava de uma cena original, sem cortes ou edições.

Márcio França, quando chegou à emissora, agiu como sempre fazem os candidatos.

Primeiro falou com os repórteres de SBT, Folha de São Paulo e UOL, organizadores do debate, e depois com o restante da imprensa.

Perguntado sobre o vídeo, e a insinuação de Doria de que seu partido poderia estar por trás da distribuição do conteúdo, foi sintético – e enigmático.

“O que posso garantir é que não sou eu que estou naquela cena”, disse.

Em seguida desceu da van um Doria abatido e acompanhado da esposa e poucos assessores.

Bia Doria foi consolada por Otávio Mesquita e o tucano, desapontado, e humilde, foi até o setor de imprensa informar que só iria falar no final do debate.

O que se viu na TV foi um João Doria diferente de tudo a que estamos acostumados.

O atrevimento e as provocações cederam lugar ao comedimento, e até à humildade, quando apelou para que a cena eleitoral brasileira abandone o que classificou de “fake news”, chegando, pasmem, a defender o petista Fernando Haddad.

No final, o mesmo gestor pediu civilidade e disse que espera que o Superior Tribunal Eleitoral possa identificar quem distribuiu o que classifica de “fake news” e puni-los de forma exemplar.

Em nenhum momento se viu aquele João Doria confiante e cheio de energia, como era de esperar num momento como esse, deixando na maioria dos presentes a dúvida: afinal, o vídeo, independentemente de tudo, é ou não original?

Bia Doria garante que não. Mas o abatimento do gestor deixou um enigma no ar.

Acompanhe as publicações do DCM no Facebook. Curta aqui.

Clique aqui e assine nosso canal no youtube

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!