Big Phil: páre de mimar o Neymar

É o que nosso colunista pede — junto com um pouco mais de carinho para Ronaldinho Gaúcho.
 

 

O escândalo feito por Neymar
O escândalo feito por Neymar

Ladies & Gentlemen:

Alguém poderia me explicar por que Ronaldinho Gaúcho não está com a camisa 10 da seleção?

Não vale colocá-lo num jogo por 45 minutos, como ocorreu contra a Inglaterra, como se ele estivesse num teste.

Assim, você destrói o jogador.

Tenho visto partidas do Atlético Mineiro, aliás em horários indecentes. (Boss me diz que 22 horas, quando aqui em Londres já estamos em casa depois dos jogos, é uma imposição por causa das novelas. Como vocês toleram isso? Não têm fibra? Não ficam indignados?)

Ladies & Gentlemen: Ronaldinho tem jogado muito bem, e uma das razões é que não o tiram de campo.

No Brasil, esse privilégio cabe a Neymar, o fiteiro.

Neymar joga todas as partidas, o tempo todo. Bate todas as faltas, bate todos os pênaltis. E jamais é substituído.

Por que tanta complacência com ele e tanto rigor com Ronaldinho?

Até Chrissie, minha mulher azeda e neurastênica, sempre animada em me contrariar, admite que Gaúcho merece mais carinho.

Ladies & Gentlemen: minha sugestão a Big Phil é que ele dose as coisas. Reduza um pouco as mamatas dadas a Neymar. Reduza também a severidade com que Ronaldinho é julgado e cobrado.

Isso fará bem a ambos. E à seleção.

Sincerely.

Scott

Tradução: Erika Kazumi Nakamura

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!