Bolsonarista que derrubou cruzes em ato no Rio é dono de empresa de engenharia

Cruzes derrubadas em ato homenageando mortos na pandemia

O homem que vandalizou um ato em homenagem aos mortos de covid-19 em Copacabana, derrubando cruzes, é Hequel da Cunha Osório.

Ele é ex-presidente da CEG, a distribuidora de gás no Rio de Janeiro, no governo Marcelo Alencar.

A informação é do cientista político Alberto Carlos Almeida.

Segundo Alberto, Hequel é morador do Leblon, aposentado da Vale.

Osório “faz parte de um grupo bolsonarista que se reúne toda tarde/noite na Padaria Rio-Lisboa, com vários ex-militares, e tem um blog de fake news de apoio ao Bolsonaro”. 

Ele é dono da HCO Consultoria de Engenharia.

De acordo com o jornalista Eduardo Goulart de Andrade, o filho de Osório foi condenado por operação ilegal no mercado financeiro. 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!