Apoiadores de Bolsonaro fazem conta maluca para alcançar Lula

Bolsonaro alcançar Lula
Bolsonaro escutou aliados sobre alcançar Lula nas pesquisas

Bolsonaro recebeu informações da pesquisa Genial Investimentos e Quaest Consultoria. Ele não ficou nem um pouco satisfeito com os números. Porém, aliados do Centrão apontaram pontos positivos para o presidente da República. E fizeram uma conta maluca para alcançar o petista.

Lula apareceu no relatório do instituto de pesquisa com 46%. No mês passado, o ex-presidente tinha 48%. Ou seja, uma queda dentro da margem de erro. Já o governante atual do executivo federal saltou de 21% para 23%. A rejeição também diminuiu de um mês para o outro.

Conforme apurou o DCM, os deputados da base bolsonarista disseram que é possível alcançar Lula. Para isso ocorrer, Bolsonaro precisa tirar uma diferença de dois pontos percentuais por mês até o período de eleição.

Porém, para isso ocorrer, segundo os parlamentares, o presidente precisa parar de usar discurso ideológico. Pesquisa interna do PP, o debate de 2022 vai girar em pautas econômicas. Desemprego, inflação e combate à fome serão as maiores preocupação dos eleitores no ano que vem.

Leia mais:

1 – A volta de DJ Ivis aos palcos e o pacto da masculinidade (e da indústria). Por Nathalí

2 – Moro fez tentativa torpe de enganar ao acusar STF de erro judiciário, diz Prerrogativas

3 – Requerimento para dar urgência à lei antiterrorismo é derrotado na Câmara

Bolsonaro não acredita em pesquisa

O presidente se preocupa com o temor que há nos deputados e senadores do Centrão. Isto porque os parlamentares tradicionais acreditam nos números dos institutos de pesquisa. Porém, Bolsonaro segue dizendo aos quatro cantos que não acredita nos números.

E ele deixou claro que irá usar o discurso ideológico em 2022. A explicação dele é que Lula tem muito domínio sobre as pautas econômicas. Então ele tentará radicalizar com as discussões de costumes. Por isso pediu que seu filho Carlos montasse uma estratégia com o gabinete do ódio.

Participe de nosso grupo no WhatsApp clicando neste link.

Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link.