Bolsonaro defende uso de cloroquina ainda em fase inicial do coronavírus

Jair Bolsonaro faz quarto pronunciamento na TV sobre o coronavírus | Reprodução

Bolsonaro voltou a defender o uso da cloroquina em pronunciamento oficial em cadeia de televisão nesta quarta, 8, sugerindo que a droga seja aplicada em pacientes com coronavírus ainda em fase inicial.

A estratégia diverge da linha de recomendações do Ministério da Saúde, que considera essa possibilidade apenas para os casos de maior gravidade.

Bolsonaro disse que falou com Roberto Kalil e o médico paulistano admitiu que prescreveu a droga a seus pacientes.

O presidente anunciou ainda que fez contato com o governo da Índia para receber matéria prima para a produção do medicamento e voltou a defender o fim do isolamento social, alegando que a estratégia foi adotada por Estados e municípios sem o conhecimento do governo federal.

Bolsonaro também disse que o auxílio de R$ 600 a desempregados e informais começa a partir desta quinta, 9.

Depois de entrar em rota de colisão com Luiz Henrique Mandetta, nesta semana, o presidente não citou o nome de seu ministro da Saúde, dizendo que conversa com diversos chefes de ministérios para tomar suas decisões.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!