Bolsonaro desautoriza ministro da Saúde e diz que não comprará vacina chinesa

Nesta quarta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a vacina contra o coronavírus produzida na China “não será comprada” pelo governo brasileiro.

A mensagem foi publicada no Facebook, em resposta a um comentário crítico ao anúncio do Ministério da Saúde de quem tem a intenção de comprar 46 milhões de doses da CoronaVac.

“Presidente, a China é uma ditadura, não compre essa vacina, por favor. Eu só tenho 17 anos e quero ter um futuro, mas sem interferência da Ditadura chinesa”, comentou o usuário.

O presidente respondeu em caixa alta: “NÃO SERÁ COMPRADA”.

A vacina foi desenvolvida pela China, mas será produzida no Brasil em parceria com o Instituto Butantã, mantido pelo governo do Estado de São Paulo.

Confira abaixo:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!