“Bolsonaro favorece o crime organizado, a violência e ameaça a democracia”, diz Freixo sobre aumento armas

Marcelo Freixo e Jair Bolsonaro (Foto: Câmara | PR)

Neste domingo (31), foi revelado que o número de civis armados chegou a 1,151 milhão no Brasil.

Isso equivale a 65% mais do que o acervo ativo de dezembro de 2018, que era de 697 mil.

Para Marcelo Freixo, isso “mostra os efeitos da liberação desenfreada e ilegal de armas por Bolsonaro”.

“O presidente adota medidas que favorecem o crime organizado, aumentam a violência e ameaçam a democracia”.

Ele lista as medidas adotadas por Bolsonaro para armar a população e afirma:

“Quem se beneficia com isso? A indústria das armas, cujos lobistas têm acesso livre ao Planalto; o crime organizado: milícias e traficantes de armas e drogas e os grupos bolsonaristas que, com aval público do presidente, tramam um golpe violento caso sejam derrotados em 2022”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!