Bolsonaro, o homem do “caguei”, foi internado por cagaço da CPI, da Justiça, de Lula e do impeachment

Bolsonaro

Bolsonaro deu entrada na madrugada desta quarta-feira (14) no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, com dores abdominais que sentiu à noite.

Fará exames e, segundo a Secom, “está animado e passa bem” — é a primeira vez na história em que alguém nessas condições é hospitalizado.

A reunião entre os presidentes dos demais poderes será reagendado.

Bolsonaro vem sofrendo com crises de soluços horrorosas e que tornaram suas lives um espetáculo nojento à parte. Pode passar por cirurgia nos próximos meses para retirada de uma hérnia na região abdominal.

Sofreu uma obstrução intestinal. 

É uma ironia, daquelas que só o Brasil surrealista é capaz de criar. Na semana passada, Bolsonaro avisou que não vai responder a uma carta enviada pela CPI da Covid.

“Caguei para a CPI, não vou responder nada”, falou numa transmissão ao vivo, visivelmente perturbado. O documento pedia que ele se manifestasse sobre as negociações de compra da vacina indiana Covaxin.

No curralzinho com o gado, declarou o seguinte: “Eu sou igual ao cocô de vocês”.

É a perfeita síntese. O covarde está com cagaço da comissão, de Lula, da Justiça, do impeachment. A escatologia é parte do estilo. Vê-lo esvair-se em bosta — perdão — é a solução natural.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!