Bolsonaro, o machão, parece estar à beira de um faniquito. Por Luis Felipe Miguel

IstoÉ em 2016. Reprodução

O professor da UnB Luis Felipe Miguel fez um pequeno porém contundente texto em seu Facebook sobre o estado de nervos do presidente Jair Bolsonaro e comparou como a mídia tem retratado o atual período do mandatário. Leia:

No longo processo de desconstrução da imagem de Dilma Rousseff, parte da preparação do golpe, a imprensa não cansava de insinuar que, diante da possibilidade do impeachment, ela estava entrando em colapso emocional. O subtexto misógino sempre foi evidente.
A capa da IstoÉ, com a foto manipulada e o texto falando de “explosões nervosas” e “surtos de descontrole”, é apenas o exemplo mais extremo.
Mas é Bolsonaro, o machão, que parece à beira de um faniquito. Insônia, soluços e agora internado com dor de barriga…

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!