Bolsonaro pratica o necrojornalismo. Por Moisés Mendes

Augusto Nunes e Jair Bolsonaro

Publicado originalmente no blog do autor

POR MOISÉS MENDES

Augusto Nunes, que ataca até os mortos ligados aos seus inimigos políticos, levou um no queixo, desferido pela colunista da Folha Monica Bergamo.

O necrojornalista atacou os parentes mortos de, para cutucar Monica, e teve de ler essa:

“Deixe de usar crianças e pessoas mortas para atingir quem você não gosta, Augusto Nunes. Não percebe que isso é asqueroso?”
Nunes queria que Lula saísse da masmorra de Curitiba e fosse visitar os túmulos dos seus mortos (de dona Maria Letícia, do neto, do irmão). Nunes pretendia determinar o roteiro de Lula em liberdade.

Augusto Nunes ataca mortos, ataca Maria do Rosário, ataca Glenn Greenwald, para fazer média com os Bolsonaros. Mas os Bolsonaros ignoram a bajulação.

Nenhum Bolsonaro dá bola para os túmulos de notas maldosas de Nunes, o mais rococó dos jornalistas brasileiros.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!