Bolsonaro sugere que José Dirceu chantageia autoridades com vídeos de sexo com menores

Jair Bolsonaro. (Evaristo Sá/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) utilizou as redes sociais neste domingo (04) para insinuar que o ex-ministro José Dirceu (PT) estaria chantageando autoridades com vídeos de sexo com menores.

Em tuítes, o mandatário citou “Daniel”, codinome utilizado por Dirceu para assinar cartas no período em que esteve preso em Curitiba — segundo o Estadão.

Num papo de maluco delinquente, Bolsonaro sugere que o petista está ameaçando soltar filmagens de ministros do STF, especialmente seu arqui-inimigo Luís Roberto Barroso, também presidente do TSE, e Alexandre de Moraes.

É o método QAnon.

Eis o genocida na voz de seu filho, o xarope Carluxo. Para variar, sem prova alguma. A canalhice desce mais um degrau.

Leia, abaixo, a íntegra do texto publicado por Bolsonaro:

Vamos supor uma autoridade filmada numa cena com menores (ou com pessoas do mesmo sexo ou com traficantes) e esse alguém (“Daniel”) passe a fazer chantagem ameaçando divulgar esse vídeo.

Essa prática de chantagem, muito utilizada em Cuba, se encontra na página 143 do livro “A vida secreta de Fidel” de Juan Reinaldo Sánchez.

Parece que isso está sendo utilizado no Brasil (importado de Cuba pela esquerda) onde certas autoridades tomam decisões simplesmente absurdas, para atender ao chantageador (“Daniel”).

Quando nada têm contra seu alvo principal, vão para cima de filhos, parentes, e amigos do mesmo. – Inquéritos e acusações absurdas, … Daí quebram sigilos, determinam buscas e apreensões, decretam prisões arbitrárias, etc…

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!