Bolsonaro tem mais um problema: Trump despenca. Por Fernando Brito

Presidente dos EUA, Donald Trump se encontra com presidente do Brasil, Jair Bolsonaro | Jim WATSON / AFP

Publicado originalmente no blog Tijolaço

POR FERNANDO BRITO

Como se não bastasse o inferno astral do bolsonarismo, há mais um problema no horizonte para o ex-capitão.

Seu líder e guia genial, Donald Trump, a cada pesquisa, vai ficando para trás, como você vê na média das consultas feitas pelo site Real Clear Politcs, onde Biden abriu mais de 10 pontos sobre o atual presidente.

The New York Times marcou uma diferença de 14 pontos – repetindo a distância registrada pela CNN no início do mês.

Pior ainda, considerando o sistema eleitoral norte-americano, onde os votos (e os delegados) são escolhidos por Estado, Trump está atrás em quase todos os que não têm definida tendência e que seriam decisivos nas eleições de novembro.

A pandemia do novo coronavírus, grande adversário de um Trump que não tem a menor credibilidade como comandante da batalha contra a doença é outra sombra em seu desejo de reeleição, porque uma nova onda de infecções está se desenhando.

Ontem, o país teve o maior número de casos detectados desde maio: 36 mil, o terceiro mais alto em toda a pandemia.

Bolsonaro, mesmo tendo Trump diversas vezes “esnobado” o Brasil, tem no presidente norte-amenricano seu único aval de peso (a Ucrânia, não conta, a não ser pela Sara Inverno) no mundo.

Da nuvem de gafanhotos nem é bom falar, porque o clima de sete pragas por aqui já anda demais sem isso.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!