Bolsonaro TEM QUE SER INDICIADO. Tudo tem um limite. Basta! Por Ivo Herzog

Presidente Jair Bolsonaro em cerimônia no Palácio do Planalto, no dia 24 de julho – Evaristo Sa/AFP

PUBLICADO NO FACEBOOK DO AUTOR 

Democracia: respeito ao desejo da maioria. Por isso, tenho mais observado com indignação o que o presidente eleito tem feito e falado. Através do Instituto Vladimir Herzog, temos registrado nossa indignação com o desrespeito não a apenas àqueles que pensam diferente do presidente eleito, mas a todos os seres humanos civilizados.

Tudo tem um limite.

A fala do presidente afirmando saber o aconteceu a Fernando Santa Cruz Oliveira passa deste limite.
O atual presidente do Brasil age como se o país fosse o quintal da sua casa e, a população, seus amigos embriagados, dementes!
O Brasil foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos por cometer CRIMES DE LESA À HUMANIDADE.
O chefe desta Nação afirma publicamente que sabe como foram cometidos esses crimes.
Não há imunidade àqueles autores de tais atrocidades.
Bolsonaro TEM QUE SER INDICIADO por cumplicidade , ocultação de cadáver e outros crimes relacionados a morte de Fernando Santa Cruz Oliveira e outras vítimas da Ditadura Brasileira.
O Brasil é uma democracia com instituições fortes e consolidadas.
Que Poder Judiciário convoque Jair Bolsonaro para depor sobre seu conhecimento em relação aos crimes cometidos na Ditadura.
Que o Poder Legislativo, nas suas duas casas – Câmara dos Deputados e Senado Federal, convoquem Jair Bolsonaro para depor sobre seu conhecimento em relação aos crimes cometidos na Ditadura.

Ou que estas instituições se embriaguem no Jardim de Jair Bolsonaro.

Basta!