Boulos e Jilmar Tatto podem compor chapa ao governo de SP em 2022

Jilmar Tatto e Guilherme Boulos. Foto: Reprodução/Twitter

Um dia após obter 2.168.109 votos na capital, equivalente a 40,62%, Guilherme Boulos virou alvo de um projeto que tenta unir o campo progressista em São Paulo em 2022.

O presidente do PSOL, Juliano Medeiros, diz que o assunto não foi tratado internamente, mas no PT existe a expectativa de compor um programa que envolva Boulos candidato ao governo do Estado, com um vice do partido, em troca de uma articulação com o PSOL em nível nacional.

Jilmar Tatto, que também concorreu à prefeitura, obtendo 8,65% dos votos no primeiro turno, é lembrado para a vaga de vice na chapa do psolista.

Jilmar é da zona Sul da cidade, local onde Boulos teve as suas melhores votações, nos distritos de Grajaú, Piraporinha e Valo Velho.

“As coisas no PSOL não se resolvem assim, um dia depois da eleição”, disse Juliano Medeiros. “O momento agora é para o Boulos descansar um pouco”.

O governo de SP ganha projeção em 2022 por dois motivos, especialmente: João Doria pode tentar a presidência, se licenciando do cargo, e mesmo que tente a reeleição tem talvez a maior rejeição na capital entre os principais candidatos ao cargo.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!