Braga Netto põe Exército para espionar senador Rogério Carvalho

Bolsonaro e Braga Netto

Rogério Carvalho (PT-SE) acusou o general Braga Netto de intimidação.

Suplente na CPI da Covid, o senador de Sergipe disse que um amigo recebeu um coronel do Exército com intenção de espioná-lo. Acusou o general.

“Não tenho medo. Ninguém vai me intimidar! A CPI não se curva às ameaças autoritárias”, escreveu em sua página no Twitter.

A CPI da Pandemia está discutindo a convocação do ministro da Defesa sobre uma reunião realizada no Palácio do Planalto no ano passado, quando ele era ministro-chefe da Casa Civil.

Segundo o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, Braga Netto teria convocado e conduzido o encontro para discutir a edição de um decreto presidencial para mudar a bula da cloroquina.

Outro integrante da Comissão, Otto Alencar, reputou a denúncia de Carvalho de gravíssima e pediu providências aos presidentes da Câmara, Arthir Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!