Caiado é um midiota e explico por quê. Por Paulo Nogueira

Perfeito Idiota Brasileiro: Caiado
Perfeito Idiota Brasileiro: Caiado

O senador Ronaldo Caiado é um midiota. Isso ficou claro no bate-boca entre ele e Lindbergh na comissão do impeachment no Senado.

Caiado se saiu com uma declaração mirabolante. O governo, leu ele na comissão, teria determinado aos ministros que apagassem todos os dados de seus computadores.

Lindbergh não resistiu. Disse que era mentira. Caiado se defendeu dizendo que estava lendo a pseudoinformação. “É matéria. Está publicada.”

Ora, ora, ora.

E o que significa ser uma “matéria”? Desde quando texto jornalístico é verdade absoluta, ou mesmo parcial, sobretudo numa mídia manipuladora e desonesta como a brasileira?

A resposta asinina de Caiado a Lindbergh faz dele um midiota. Ou, como acontece com toda pessoa que repete o que lê em jornais e revistas ou ouve em rádios e telejornais, um PIB, Perfeito Idiota Brasileiro.

Lindbergh poderia, usando a mesma arma, dizer o seguinte a Caiado.

“Você é uma voz à procura de um cérebro. Mente, rouba e trai. Você recebeu dinheiro do amigo Carlos Cachoeira. Passa férias em Salvador às expensas da construtora OAS. É um Judas. Pois agora quero ver se você é homem mesmo.”

Tudo isso foi publicado. Lindbergh poderia dizer que estava apenas lendo. É um artigo de um homem que conhece muito bem Caiado: o ex-senador Demóstenes Torres, um ídolo da mídia que acabou se revelando um corrupto no mais alto grau.

Acontece que Lindbergh jamais faria isso. Não é um midiota, ao contrário de Caiado.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!