Cambistas padrão Fifa

cambistas fifa

 

Ray Whelan foi detido nesta segunda-feira no Copacabana Palace.

As acusações são de lavagem de dinheiro, associação criminosa e comércio ilegal. Segundo a polícia, Whelan seria o chefe de Lamine Fofana, o empresário argelino preso na semana passada também por comércio ilegal de ingressos e que transita bem no futebol brasileiro. Alguns ex-jogadores brasileiros estão na mira da investigação.

Então vamos lá: quem é Ray Whelan? Diretor da empresa Match. Que empresa é a Match? Associada à FIFA, possui direitos exclusivos para a venda de pacotes para a Copa.

Em 2007, houve uma licitação e o Comitê Executivo da Fifa cedeu o contrato de exclusividade à Match. Pouco depois, Philippe Blatter adquiriu 5% da empresa. O sobrenome lhe é familiar? Sim, ele é sobrinho de Joseph Blatter, o manda-chuva.

Anteriomente, Philippe Blatter trabalhava como executivo-chefe de uma agência de marketing, a Infront, que também havia ganhado generosos contratos de direitos de marketing e de transmissão de TV da Copa do Mundo na Alemanha.

Um detalhe nada desprezível, é que a Infront ocupava o mesmo conjunto de escritórios em que Jean-Marie Weber organizava as remessas de propinas da ISL.

Vamos lá novamente: quem é Jean-Marie Weber? O “homem da mala”, o gerente de marketing da ISL que distribuiu 100 milhões de dólares a dirigentes esportivos, incluindo João Havelange, sogro de Ricardo Teixeira.

Tá captando a intrincada teia da ilibada Fifa?

O anúncio da concessão de exclusividade, tinha ares de preocupação com as vendas de ingressos no mercado negro. O texto oficial dizia: “O acordo fortalece ainda mais a luta da Fifa contra a venda não autorizada de ingressos. Graças a sua experiência e sua infraestrutura de monitoramento, a Match Hospitality terá condições de auxiliar a Fifa a reforçar os dispositivos que regulamentam a venda de pacotes de hospitalidade, prevenindo de maneira eficaz que vendedores não autorizados convençam clientes corporativos e pessoas físicas a comprarem tais pacotes diretamente deles”.

É para rir?

Em novembro de 2010, o contrato com a Match foi estendido até 2023.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!