Candidata a deputada federal pelo PSOL denuncia abuso policial: ‘Se comigo foi assim, imagina na favela’

Talíria (Foto: Reprodução/Facebook)

A candidata a deputada federal Talíria Petrone (PSOL-RJ), usou suas redes sociais para denunciar um caso de abuso policial que aconteceu com ela e outras colegas, nesta quinta-feira (16), no Rio de Janeiro.

Em sua fanpage oficial no Facebook, Talíria conta que está na delegacia e relata o ocorrido. Segundo ela, os policias as abordaram de forma truculenta e tomaram seus materiais de campanha.

Após a confusão, segundo ela, um policial chegou a sacar a arma no meio das pessoas. Talíria ainda conta que outro PM teria dito que “ideologia mata”.

Leia na íntegra o depoimento da moça:

NO PRIMEIRO DIA DE CAMPANHA, SOMOS VÍTIMAS DE ABUSO POLICIAL!

Estou nesse momento na delegacia, depois de um acontecimento muito grave na travessia das Barcas, vindo para o Rio iniciar o primeiro dia de campanha.

Estávamos, eu e mais quatro companheiras, nos preparando para tirar uma selfie, segurando um panfleto, animadas para divulgar nossos sonhos. No momento da foto, um policial militar nos abordou de forma extremamente violenta, batendo no meu telefone e dizendo que não podíamos fazer aquilo ali. Apreeendeu nossos materiais, que apenas carregávamos para panfletagem que faríamos na praça XV.

Muitas pessoas se levantaram e gritaram afirmando que aquela ação era uma arbitrariedade e ele cada vez mais se exaltava. Apreendeu meus documentos, uma OAB de um advogado e a carteira de um jornalista do Jornal do Brasil, que ainda não foram devolvidas. Empurrou um jovem e sacou a arma no meio da barca, dizendo que a usaria caso necessário. Eu pedi pras pessoas se acalmarem porque arma mata, preocupada. E ele disse que “ideologia também mata”. Empurrou uma mulher revoltada com a grosseria dele.

Absurdo um agente do Estado cometer essa ilegalidade carregada de violência. Estou aqui, aguardando para depôr, aguardando meus documentos e indignada. Se comigo, com a gente, foi assim, imagina na favela, com pobre e preto. Não passarão com seu ódio. Seguimos em luta.

#LiberdadeÉNãoTerMedo
#TantoÓdioNãoNosCalará

NO PRIMEIRO DIA DE CAMPANHA, SOMOS VÍTIMAS DE ABUSO POLICIAL!Estou nesse momento na delegacia, depois de um…

Posted by Talíria Petrone on Thursday, August 16, 2018

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!