Catatanhêde e o “cegos, surdos e mudos” de Lula no Norte e Nordeste. Por Fernando Brito

Caravana pelo Brasil

Um dos problema do preconceitos é que, como a água, mesmo que se os represe, acabam dando um jeito de escapar.

A colunista da “massa cheirosa”, Eliane Cantanhêde, deixou vazar os seus hoje, ao reagir, indignada, à queda de credibilidade de Sérgio Moro registrada na pesquisa Ipsos-Estadão onde , segundo ela, o juiz ” perdeu pontos justamente no Norte, no Nordeste e nas classes D e E.”

Inconformada, ela brada: “Aí tem!”

É justamente no Norte e no Nordeste que o PT e particularmente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva são campeões de voto e têm os mais fiéis seguidores, cegos, surdos e mudos para quaisquer revelações da Lava Jato, que opõem Moro a Lula. Ali, a versão de Lula vale mais do que os fatos de Moro.
E estão nas classes D e E os cidadãos e cidadãs com menor escolaridade e maior ingenuidade, menor nível de informação e maior crença no que Lula diz. Aliás, ele está percorrendo o Nordeste, num périplo que o PT chama de “Caravana pelo Brasil” e seus críticos apelidaram, ironicamente, de “Caravana da Saudade, ou da Despedida”

Segundo ela, nortistas, nordestinos e pobres em geral estão sendo atingidos por “contrainformação”. Como não se tem notícia de alguma TV, rede de rádio ou jornal que ouse atacar Moro e só aqui e alo se vê algum espaço sendo dado aos seus críticos, não se consegue atinar que tipo de “contrainformação” está atingindo o “Santo da Mídia” (não confundir com o outro “Santo”, o da lista da Odebrecht).

Ninguém é perfeito. Sérgio Moro não é perfeito. Mas é incrível como podem conferir 37% de desaprovação para o símbolo de uma operação que escarafunchou a corrupção como nunca antes no País, revelou roubalheira de bilhões de reais e está mostrando que a Justiça finalmente não só deve como pode ser igual para todos. Logo, o juiz está enfrentando contrainformação.

Cantanhêde, que há poucos meses se derramava em elogios a Michel Temer ( “de romance, ele entende”) – como fazia antes a Aécio e Serra – não escapa sequer dos comentários do seus leitores, onde acha que ainda vai encontrar tucanos, dos quais foi muda por certo tempo.

Qual nada: o grande protesto nos comentários é porque ela não elogia Jair Bolsonaro, o candidato de boa parte de seus atuais leitores.

Um cheiro nada agradável que emanou dos apetites justiceiros do Doutor Moro.

Texto originalmente publicado no Tijolaço.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!