Chanceler do Paraguai diz que Brasil violou soberania e convoca embaixador

O embaixador do Brasil no Paraguai, Carlos Alberto Simas Magalhães, (dir.) anula acordo de Itaipu

No jornal paraguaio ABC Color, que não larga o osso do escândalo de Itaipu, a notícia de que o ministro das Relações Exteriores confirma que o Brasil violou a soberania do país e está convocando o embaixador brasileiro. 

Antonio Rivas fará uma queixa formal do governo do Paraguai a Carlos Alberto Simas Magalhães por violação territorial cometida pela Polícia Federal do Brasil. O incidente aconteceu na noite de segunda-feira passada:

A Polícia Federal disparou contra bombeiros paraguaios que tentavam apagar o incêndio no Paraná Country Club, em Hernandarias.

Conforme mencionado pelo ministro das Relações Exteriores, a polícia brasileira explicou que estava atrás de um barco que supostamente traficava drogas e que houve troca de tiros.

Quando os bombeiros foram vistos, eles pararam. (…)

“É absurdo que eles tenham agido dessa maneira no território paraguaio (…) Temos os documentos para chamar o embaixador (do Brasil). Entramos em contato com as Forças Armadas para saber através da Marinha do Paraguai o que realmente aconteceu”, afirmou.

Rivas acrescentou que também questionará o embaixador brasileiro sobre “por que eles se introduziram no território paraguaio por mais que tenham dito que foi uma confusão”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!