Chefe da AGU de Rio Preto (SP) preso por violência doméstica é bolsonarista e cidadão de bem

O procurador José Roberto de Souza. Crédito: Twitter

José Roberto de Souza,  procurador-seccional da União em Rio Preto, foi preso em flagrante na noite da terça-feira (13) após quebrar a perna de sua companheira em uma discussão por ciúmes e agredir e ameaçar seu enteado.

O caso ocorreu no condomínio onde José Roberto reside com sua família, após a ex-mulher do funcionário público federal visita-lo com sua filha. Segundo ele, sua atual mulher tem ciúmes da menina.

A atual companheira, 23 anos mais nova que ele, todavia, dá outra versão e afirma que ele voltou para casa muito nervoso e a agrediu, chutando a sua perna a ponto de fraturá-la. O filho dela, de 16 anos, tentou apartar a briga, mas levou um soco no olho e diz ter sido ameaçado de morte.

Ainda assim, o rapaz conseguiu acionar os seguranças do condomínio, que chamaram o SAMU,que levou a vítima à UPA onde foi feito o raio-x que detectou a lesão.

Conduzido à delegacia de Mirassol, o procurador negou as agressões, mas ainda assim ele foi preso em flagrante, sem direito à fiança, pelos crimes de violência doméstica, lesão corporal e ameaça.

O órgão no qual José Roberto de Souza trabalha divulgou nota onde afirma que o caso será encaminhado para a Corregedoria Geral da AGU, “que irá abrir imediatamente um procedimento para investigar os fatos”.

Visita ao Twitter do agressor demonstra que ele é bolsonarista ferrenho e não perde uma oportunidade para fazer seu proselitismo nas redes. Veja algumas postagens:

Quando surgiu a possibilidade de Tite abandonar a seleção brasileira, antes do começo da Copa América, o agressor chamou o técnico de “esquerdopata”:

Em postagem que remete aos textos de Carluxo, José Roberto afirma que “não dá mais para continuar sem ser apenas um mero espectador”:

O procurador não hesitou em chamar Greta Thunberg de “doida” ao vê-la criticando seu ídolo Jair Bolsonaro:

Em comentário sobre a CPI da Covid, ele demonstra sua admiração pela médica negacionista Nise Yamaguchi ao dizer que “as agressões e desrespeito de membros da CPI da vergonha” contra a médica “mostra o ápice do absurdo e do reinado da canalhice”. Em outro tuíte, chamou os senadores de “vagabundos”:

Enfim, é o típico cidadão de bem bolsonarista.

Com informações da Gazeta de Rio Preto

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!