Chutou-se o pau da barraca dos Bolsonaro. Por Fernando Brito

Fabrício Queiroz chega ao IML de São Paulo apos ser preso na manhã desta quinta-feira — Foto: TV Globo

PUBLICADO NO TIJOLAÇO

POR FERNANDO BRITO

A prisão de Fabrício Queiroz, amigo e ex-assessor da família Bolsonaro e peão do caso das “rachadinhas” do Filho 01, Flávio, muda a cara da crise política.

O fato de que ele estava escondido numa casa de Frederico Wassef, advogado e amigo de Jair Bolsonaro – ainda ontem estava numa cerimônia no Palácio do Planalto – mostra que jamais houve a “quebra de confiança” que os Bolsonaro alegaram para distanciar-se das operações escusas realizadas pelo ex-policial militar.

Tanto que um dos alvos da ação policial hoje, em cumprimento de mandados judiciais, foi a busca e apreensão – ao que parece de um cofre – numa casa que pertence ao próprio presidente da República. no subúrbio carioca de Bento Riberito (próximo à Vila Militar).

Não importa o que se faça agora, tudo terá o rosto de Fabrício Queiroz e dos pequenos negócios de extorsão do clã Bolsonaro.

Ao que parece, chutou-se o pau da barraca dos Bolsonaro, na figura de seu faz-tudo desde os tempos de militar, o companheiro de pescaria em Angra e dono dos segredos do clã.

Alguém ainda pode imaginar que as Forças Armadas queriam se mostrar as divisões que irão salvar Queiroz?

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!