Cidade que mais recebeu vacinas vencidas é Maringá, terra de Ricardo Barros e Nise Yamaguchi

Jair Bolsonaro e Ricardo Barros

Maringá, no Paraná, lidera a relação de cidades que mais aplicaram vacinas vencidas contra a covid-19, segundo o Ministério da Saúde.

Foram 3 536 doses da AstraZeneca fora da data de validade aplicadas na população.

Em todo o Brasil, pelo menos 26 mil doses nessas condições foram usadas em 1 532 municípios.

O prefeito Ulisses Maia mostrou, em nota, que está mais perdido que Queiroga.

“O lançamento no Sistema Conect SUS está diferente do dia da aplicação da dose. Isso porque, no começo da vacinação, a transferência de dados demorava a chegar no Ministério da Saúde, levando até dois meses”, disse.

“Portanto, os lotes elencados são do início da vacinação e foram aplicados antes da data do vencimento. Concluindo, não houve vacinação de doses vencidas em Maringá e sim erro no sistema do SUS”.

Maringá é terra de Ricardo Barros, líder do governo na Câmara, apontado pelo deputado Luis Miranda como o homem acobertado por Bolsonaro na fraude da Covaxin.

Não só de Barros: Nise Yamaguchi, a rainha da cloroquina que não sabe a diferença entre vírus e protozoário, também é de lá. Ai de ti, Maringá.