Com 90% de aprovação, El Salvador deve reeleger seu atual presidente neste domingo (4)

Atualizado em 4 de fevereiro de 2024 às 9:20
Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, em discurso no Congresso. Foto: Marvin Recinos/AFP

Cerca 5,4 milhões de eleitores de El Salvador vão eleger neste domingo (4) o novo presidente e os deputados da Assembleia Legislativa. Nayib Bukele, o atual presidente que se afastou para concorrer à reeleição, aparece como o favorito nas pesquisar para permanecer no cargo.

Aos 42 anos, Bukele é considerado o presidente mais popular da América Latina, com uma aprovação superior a 90%. Nove em cada dez salvadorenhos aprovam o político – a popularidade é resultado da luta de seu governo contra o crime organizado.

Desde 2022, o país está em estado de exceção, que é renovado periodicamente. Mais de 70 mil pessoas foram presas sob suspeita de pertencerem a gangues. Bukele construiu uma prisão de segurança máxima onde mais de 100 detentos são mantidos em celas sem colchões.

Se as pesquisas estiverem corretas, Bukele deverá receber mais de 80% dos votos. A projeção mais recente de intenções de votos da Universidad Centroamericana José Simeón Cañas é:

  • Novas Ideias (Bukele): 81,9%
  • FMLN (esquerda): 4,2%
  • Arena (direita tradicional): 3,4%
  • Nosso Tempo: 2,5%
  • Força Solidaria: 1,1%
  • Frente Patriótica Salvadorenha: 1%.

Quem é Nayib Bukele

Nayib Bukele, filho de um empresário de origem palestina, trabalhou em uma agência publicitária antes de entrar na política. Ele iniciou sua carreira política como prefeito de Nuevo Cuscatlan.

Na prefeitura, ele conseguiu melhorar os índices de homicídios e doava o salário para estudantes bolsistas. Em 2015, Bukele foi eleito prefeito de San Salvador, revitalizando o centro histórico e construindo uma biblioteca.

Desde que foi eleito presidente em 2019, Bukele adotou medidas controversas, como a suspensão de liberdades civis para combater gangues, prisões em massa e apoio à demissão de juízes e procuradores. Além disso, ele impôs o bitcoin como moeda legal.

Participe de nosso canal no WhatsApp, clique neste link
Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link