Com Haddad, crianças do MST visitam vigília Lula Livre e bradam ‘boa tarde, presidente Lula’

Fernando Haddad com as crianças do MST (Imagem: reprodução)

PUBLICADO NA RBA

No ‘Boa tarde’ ao presidente Lula de sexta-feira (18) ecoaram as vozes das mais de 400 crianças participantes do 13º Encontro Estadual das Crianças Sem Terrinha do Paraná. A coordenação do ato ficou a cargo da garotada, que agitou a Vigília Lula Livre, na Superintendência da Polícia Federal, onde Lula é mantido preso desde o dia 7 de abril de 2018, em Curitiba.

As crianças receberam o ex-candidato à presidência da República em 2018 e ex-ministro da Educação Fernando Haddad, que iria visitar Lula em seguida e perguntou se as crianças gostariam de mandar algum recado a ele. Entre várias respostas, uma menina gritou: “Lula, a gente ama você e quer te ver solto. A gente está te apoiando”.

Após a visita à vigília, as crianças seguiram para um passeio no Zoológico de Curitiba, última e muito aguardada atividade do Encontro dos Sem Terrinha, que iniciou na quarta e se encerra hoje. As crianças têm idade entre 6 e 12 anos, e vêm de acampamentos e assentamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Na manhã desta quinta-feira (17), uma comissão de 15 crianças já havia visitado a vigília e enviado uma carta a Lula. “Queremos agradecer a tudo que o senhor fez por nós e pelo que ainda irá fazer, nós sabemos que não está nada fácil para você e não está nada fácil pra nós também. Queremos que saiba que estaremos com vocês”, diz a carta.

Fim dos despejos

Fim dos despejos, reforma das escolas, melhoria das bibliotecas, dos espaços de lazer e das estradas, ampliação do atendimento à saúde. Foram muitos os relatos e reivindicações apresentadas pelas crianças Sem Terrinha ao superintendente de Geral de Diálogo e Interação Social do Governo do Estado (Sudis), Mauro Rockembach. O encontro ocorreu na manhã da sexta (18), no Palácio do Governo.

As crianças leram ao superintendente o manifesto produzido pelos participantes do Encontro. “Queremos do governo menos promessas e mais ações para melhorar a nossa qualidade de vida”, diz o documento. O superintendente garantiu que levará o manifesto ao governador do estado, Ratinho Júnior.

A programação do encontro contou ainda com estudo sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), apresentação do manifesto à Assembleia Legislativa do Paraná em defesa de direitos, apresentações artísticas, oficinas, brincadeiras, contação de história.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!