Comentarista da Jovem Pan diz que Dino foi indicado ao STF na “cota de obesidade” e emissora pede desculpas

Atualizado em 30 de novembro de 2023 às 17:15
Paula Schmitt na Jovem Pan

A Jovem Pan teve de pedir desculpas após um comentário feito pela jornalista bolsonarista Paula Schmitt no programa “Linha de Frente” da quarta, 29.

Ela sugeriu que Flávio Dino foi indicado ao Supremo Tribunal Federal para preencher uma “cota de obesidade”.

“Eu não tenho grandes esperanças sobre ele no STF, não. Admiro o fato dele ter sido colocado por uma cota, não foi isso? A obesidade… não sei se obesidade”, falou.

“Ouvi dizer que tem que ter representatividade. Uma jornalista da CNN falou sobre isso, ela entrou por uma cota também, então sei que ela queria que ele fosse colega de cota. Disseram que ele era pardo… as ideias que saem da cabeça de alguns jornalistas são fascinantes”.

A jornalista da CNN a que Schmitt se refere é negra. Schmitt fez sucesso com uma participação delinquente no “Pânico” em 23 de novembro. Seguidores da Pan a viram como um revival dos “velhos tempos”, quando a empresa vivia de lamber o saco do fascismo bolsonarista para abocanhar verbas publicitárias oficiais.

A direção da casa removeu o conteúdo das plataformas digitais e ordenou que os apresentadores dos outros programas lessem um pedido de desculpas ao ministro da Justiça: “Temos um recado importante para você que acompanha a Jovem Pan em todas as plataformas. Hoje, no ‘Linha de Frente’, uma convidada fez um comentário preconceituoso sobre o ministro Flávio Dino. A Jovem Pan dá liberdade de expressão a todos os seus convidados, mas não compactua com qualquer forma de preconceito. Por isso, pedimos desculpas ao ministro Flávio Dino pelo pensamento equivocado e infeliz da nossa convidada”.

Inconformada, Schmitt postou o trecho em suas redes reclamando de ter tido a “fala cebsurada”. “Eu não espero favor de nenhum juiz, e nenhum órgão do cartel de imprensa vai usar o silenciamento da minha opinião como moeda de troca”, escreveu no X.

Na semana passada, Schmitt, que é também colunista do site de direita Poder360, xingou o ministro do STF Alexandre de Moraes e sugeriu que ele fosse morto.

“Assassino, canalha, FDP, matador de pobre sem poder: que o universo faça com você, alexandre (sic), o que você merece. Fica aqui meu desejo. Aguardemos”, afirmou.