Competentes como Weintraub não se acha em qualquer esquina. Por Gilberto Maringoni

Abraham Weintraub. Foto: Reprodução/Twitter

Não será fácil para Jair Bolsonaro encontrar um substituto a altura de Abraham Weintraub para a Educação. No cargo, ele demonstrou rara competência para o papel que o ex-capitão necessita de um auxiliar de primeiro escalão.

Não falo da competência para destruir a Educação, desmoralizar o maior sistema de avaliação pedagógico unificado do mundo ou para semear desalento entre a sociedade. Picaretas e gente sem-caráter são encontráveis em cada esquina. Weintraub é mais.

O QUE BOLSONARO PRECISA é de alguem com capacidade – seja histriônica, seja canastrã, seja escandalosa – de gerar crises e tensões a todo momento. Ele busca quem semeie insegurança em larga escala e crie lógicas próprias, com o objetivo de pautar a agenda nacional.

Todo o atual governo funciona assim. O Itamaraty inventa uma ameaça de guerra contra um vizinho e gera tensões com a comunidade palestina. Os rebentos de papai contratam e demitem coleguinhas de farras e generais – para eles a mesma coisa – de altos cargos da República a torto e a direito. Uma ministra faz sucesso uma campanha pela abstinência sexual. O chefe-mor encarna um tiozão do pavê e conta piadas racistas, homofóbicas e inconvenientes a toda hora.

BUSCAR ENTENDER o governo Bolsonaro com a lógica cartesiana da política – formação de maiorias, disputas por hegemonia, previsibilidade jurídica etc. – é bobagem. Assim como é desvairada a ideia de se “torcer para o governo acertar”. Não existe acerto e erro em Bolsonaro. Aqui é sturm und drang, tempestade e força, terapia do choque cavalar de meia em meia hora. Atira-se primeiro e pergunta-se depois.

Para um governo que tem muito pouco a entregar em matéria de melhorias materiais da vida para os de baixo – emprego, renda, comida -, um choque de 220 W algumas vezes ao dia é ótima pedida. Isso, ao mesmo tempo em que o desmonte da Nação, do Estado e da cidadania prossegue pelas mãos de Guedes, auxiliado pelos centrões e pelos neoliberais com preocupação social, o novo xodó da grande mídia.

Weintraub cumpre os vários papeis combinados com o senhor capitão. Ele chuta, xinga, destrói e ganha espaços em altofalantes, páginas e telas. Um portento!

Não é fácil achar outro com tantos predicados. Não é fácil…

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!