“Comunista maldita”: o apedrejamento de Marina por seus irmãos evangélicos. Por Kiko Nogueira

Marina na Igreja Presbiteriana de Pinheiros: “comunista maldita”

Se Marina Silva for depender do voto evangélico para se eleger, tudo indica que vai pagar seus pecados.

No papel, Marina tem 18% de preferência entre seus pares, segundo o Datafolha.

Na vida real, Marina virou uma ovelha negra para esse pessoal.

Parte disso é culpa do seu vai e vem eterno. Na campanha de 2010, questionada sobre o aborto, ela sugeriu um plebiscito.

Em 2014, Marina abraçou Malafaia e acabou mudando seu plano de governo com relação à defesa dos direitos LGBT.

Por essas e outras está sendo massacrada há mais de um mês no Facebook por causa de um testemunho na Igreja Presbiteriana de Pinheiros, IPP, em São Paulo.

De acordo com a Folha, Marina frequenta semanalmente a Assembleia de Deus do Plano Piloto, em Brasília, e congrega de maneira “itinerante”.

Numa dessas incursões, foi a um culto para mulheres de um pastor amigo.

Falou durante 30 minutos. Uma lenga lenga sobre sua avó, como Cristo a salvou, sua infância pobre etc.

Mas enfiou no sermão elogios ao “feminismo” de Rute e de como Deus não queria que seus filhos fossem pobres.

Tem proselitismo político? Sim. Em muitos momentos, porém, soa sincera e espontânea. Se emociona ao lembrar do pai. Há uma certa delicadeza na narrativa.

A ira divina dos fieis, no entanto, se abateu sobre ela.

A reação furibunda diz mais sobre o que a comunidade evangélica se tornou do que sobre Marina Silva. 

Alguns comentários no YouTube:

  • Essa desgraçada infiltrando na igreja presbiteriana.
  • Já vou sair do canal. Essa comunista maldita.
  • Quer enganar quem Marina, com essas palavras? Quem ficou em cima do muro na questão de aborto, agora vem com essa cara lavada pra tentar enganar trouxa.
  • Tá de gozação neh? Marina lixo? Eu não acredito que a Igreja Presbiteriana tá apoiando essa bosta! Que decepção!
  • Desde quando uma apoiadora do aborto pode ser considerada cristã? Ela é uma infiltrada na igreja para enganar o povo de Deus. É Globalosta/ Comunista.

O Facebook da IPP vai na mesma toada.

“Uma mulher que defende o aborto, união homoafetiva, o feminismo, promove a agenda da ONU para a América Latina, é convidada da Igreja Presbiteriana de Pinheiros para um evento voltado para as mulheres?!? É no mínimo contraditório ou a liderança da igreja está de acordo com a agenda socialista e distante do que a Bíblia ensina”, reclama uma moça.

E por aí vai. Há centenas de comentários impublicáveis.

Jesus não tem dentes no país dos bolsonaros.