Conheça a World Series of Poker

O poker teve um crescimento extraordinário a partir do ano de 2003, o que acabou tornando esse jogo muito popular em todos os cantos do mundo.

Com a popularidade em alta começaram as transmissões pela televisão de importantes campeonatos ao vivo. O sucesso foi enorme porque o poker é um jogo competitivo, divertido e desafiante.

De acordo com a Confederação Brasileira de Texas Hold’em, o Brasil conta atualmente com 7 milhões de praticantes. Um número realmente admirável.

O campeonato mais importante desta modalidade é o WSOP – Série Mundial de Poker que é realizado todos os anos em Las Vegas (Estados Unidos), patrocinado pela Caesars Entertainment Co.

Nesse evento podemos encontrar os melhores e mais famosos jogadores de todo o planeta disputando várias modalidades do jogo.

O primeiro evento da Série Mundial de Pôquer aconteceu ainda em 1969 em Nevada. Na época foi um torneio restrito somente a convidados e o campeão foi o texano Crandall Addington.

Já no ano seguinte a WSOP se torna um torneio oficial e ganha notoriedade, sendo que em 1970 passa a distribuir prêmios milionários. A disputa era feita apenas na modalidade Texas Hold’em. Em 1973 mais uma modalidade foi incluída no torneio WSOP, a Five-card-stud.

O que impressiona é o aumento a cada ano do número de participantes desse famoso evento. Em 2003 eram 839 participantes e em 2019 foram 8.700. Um aumento simplesmente fantástico.

Os maiores vencedores do WSOP foram são Johnny Chan, Doyle Brunson e Phil Hellmuth recordista atual com 14 braceletes, que é o prêmio dado ao campeão além do valor em dinheiro.

Os jogadores brasileiros também têm sido destaque nas competições, sendo que no último ranking do PocketFives, um dos rankings mais importantes do poker temos cinco brasileiros entre os dez melhores.

O melhor brasileiro ranqueado é Brunno Botteon ocupando o quarto posto, em seguida em quinto lugar temos Bruno Volkmann, em sexto Yuri Martins, Pedro Garagnani na sétima colocação e Pablo Brito em décimo lugar. A lista de bons jogadores não para por aí, porque ainda temos vários brasileiros brilhando nas mesas do poker. Podemos citar o Felipe Ramos, Rafael Moraes, Thiago Nishijima e André Akkari.

Os craques do futebol e celebridades no poker

Vários esportistas, artistas e celebridades apaixonados pelo poker acabaram se tornando garotos propaganda dos cassinos.

Os craques do futebol além da publicidade também se arriscam nas mesas de poker desde as estrelas como Piqué, Cristiano Ronaldo, Denilson e Neymar.

Outros menos famosos nos campos se tornaram jogadores profissionais como o atacante Hugo Cabral que jogava no Cuiabá. Ele começou a jogar ainda em 2014 em Joinvile e até hoje já ganhou uma bela soma em prêmios.

Entre os futebolistas apaixonados pelo poker também podemos citar o Finazzi, atacante que jogou pelo Corinthians e Moisés que atuava pelo Palmeiras. Outros artistas e esportistas como o ator Ben Affleck, Aaron Paul, Michael Phelps acabaram se tornando grandes jogadores de poker.

Para um professional do poker esse divertimento/profissão pode ser extremamente compensador, basta ver as quantias ganhas em torneios.

Vejam abaixo a relação dos 10 jogadores mais ricos, considerando os prêmios recebidos em dólar. Como podemos observar os americanos são a grande maioria:

Bryn Kenney – americano US$ 56.400.000

Justin Bonomo – americano US$ 49.100.000

Daniel Negreanu – canadense US$ 42.050.000

Erik Seidel – americano US$ 37.700.000

Dan Smith – americano – US$ 36.740.000

Stephen Chidwick – britânico US$ 34.070.000

David Peters – americano – US$ 33.700.000

Fedor Holz – alemão – US$ 32.500.000 milhões

Jason Koon – americano – US$ 31.100.000

Steve O’Dwyer – irlandês/americano – US$ 30.470.000

Por que é legal jogar poker?

O poker é um jogo de estratégia, tendo diversas variações e uma alta carga de raciocínio e lógica. Por isso pegar as regras logo de cara é um pouco difícil, precisando de uma certa experiência para entender todas as fases do jogo.

Além do exercício mental, o jogo também traz uma interessante socialização porque é jogado com outras pessoas, com a casa servindo apenas de “mediador”. Mesmo nas versões online é possível entrar em contato e conversar durante o jogo.

É por isso que o poker costuma se popularizar rapidamente: um grupo de amigos pode se reunir em uma mesa e um puxar o interesse do outro pelo jogo. E não precisa ser valendo dinheiro, já que a diversão e o convívio importam bastante.

Mesmo se não rolar a reunião física, é possível jogar poker online e ter acesso a mesas do mundo inteiro, com os mais diversos valores e até regras específicas. Por isso é legal ter um domínio avançado do jogo antes de entrar nas mesas. Os gráficos são de boa qualidade, não há atrasos e as plataformas são seguras.

O desenvolvimento do online permitiu o crescimento no interesse, o surgimento de novas empresas e o grande investimento em patrocínios de influenciadores e até atletas de outros esportes, como futebol. O poker sem dúvidas está na moda.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!