Corinthians tomará medidas legais contra bolsonarista que ofendeu seus torcedores

Atualizado em 16 de abril de 2024 às 22:04
Jornalista Camila Abdo. Foto: Reprodução

O Corinthians tomará as medidas legais necessárias para obter uma retratação da jornalista Camila Abdo, da Revista Oeste. A informação é do site Meu Timão.

No último domingo (14), a bolsonarista associou os torcedores do time a criminosos. No X (antigo Twitter), a jornalista insinuou que a Polícia Militar poderia prender os prisioneiros que não retornaram da “saidinha”.

“Hoje tem jogo do Corinthians no Itaquera. Se a PM bater lá agora, ela acha todos que não voltaram da saidinha, os procurados e os fugitivos. Bora PM. Tá fácil”, escreveu Camila.

Publicação da jornalista Camila Abdo no X (antigo Twitter). Foto: Reprodução

A publicação ocorreu antes da partida entre Corinthians e Atlético-MG na Neo Química Arena, em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo.

Camila, que já foi alvo de operação da Polícia Federal (PF) por ataques ao Supremo Tribunal Federal (STF) e teve as redes sociais retiradas do ar por decisões judiciais, disse nesta terça-feira (16) que a postagem “caiu” após denúncias de internautas.

Segundo a bolsonarista, a publicação foi apenas uma “piada”. “Caraca, denunciaram tanto o post do vídeo do Corinthians que o POST CAIU. SÉRIO! CAIU. Falar de mulher pode, ofender sulista pode, falar de bolsonarista também. Mas fazer piada com time não pode. Entendi”, afirmou.

Siga nossa nova conta no X, clique neste link
Participe de nosso canal no WhatsApp, clique neste link
Entre em nosso canal no Telegram, clique neste link