Coronavírus: os malafaias e o padre que morreu após dar seu respirador a um desconhecido. Por Kiko Nogueira

Don Giuseppe Berardelli

Enquanto os homens de Deus bolsonaristas — malafaias, felicianos, macedos — brigam para manter o fluxo de caixa de suas igrejas correndo em meio ao coronavírus, leio sobre um padre italiano.

O nome dele era Giuseppe Berardelli, de Bergamo, norte da Itália, onde a doença está ceifando vidas de maneira trágica (6 077 em todo o país, no momento em que deito estas mal traçadas).

Don Giuseppe morreu após testar positivo para o coronavírus, mas não exatamente por isso.

Ele resolveu se sacrificar por outra pessoa, conta a mídia local. 

Aos 72 anos, o religioso abriu mão do respirador de que precisava e que sua comunidade havia comprado apenas para ele.

Deu o aparelho para um desconhecido usar, mais jovem que ele.

“Don Giuseppe morreu como padre. E estou profundamente comovido com o fato de que ele ajudou alguém mais novo”, disse um trabalhador de saúde da casa de repouso de San Giuseppe.

Don Giuseppe Berardelli morreu no hospital de Lovere.

Pelo menos 30 padres faleceram na Itália devido à pandemia de covid-19. Dezesseis deles da diocese de Bergamo.

Deus os terá em bom lugar.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!