Cúmplice, Folha diz em manchete que Bolsonaro “se defendeu na ONU sobre pandemia e queimadas”

Bolsonaro discursa na Assembleia Geral da ONU

Jair Bolsonaro afirmou na Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) que o Brasil é vítima de “uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal”.

O discurso todo foi feito de mentiras, dados imprecisos e aleivosias.

Elevou o valor do auxílio emergencial para US$ 1.000 a 65 milhões de brasileiros, culpou índios e caboclos pelas queimadas, inventou um combate à “cristofobia” e uma recuperação econômica — dez o diabo.

Para a Folha de S.Paulo, no entanto, o sujeito apenas “se defendeu sobre pandemia e queimadas”.

No caso do Globo, foram “polêmicas”.

A Folha e o Globo são cúmplices do bolsonarismo.

Lembre-se disso quando alguém falar em renovar a assinatura desse lixo para “fortalecer a democracia”.

Globo chama mentiras de Bolsonaro na ONU de “polêmicas”. Foto: Reprodução/Globo

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!