Danilo Gentili é mentiroso e, portanto, não sai do SBT: tuíte da demissão era piada

Danilo Gentili fazendo campanha para Bolsonaro

Que Danilo Gentili era semianalfabeto, já se sabia. Mas agora se acrescente a essa característica a de mentiroso.

Na terça-feira, escreveu no Twitter:

Foi bom enquanto durou, pessoal.
Estou passando agora no RH do SBT para assinar minha demissão.

O motivo? Postei #SenadoVetaEduardo

Muito obrigado à todos pela audiência esses anos todos. Tô indo entregar currículo pra fritar hamburguer.

Em cinco linhas, cometeu três erros de português. Colocou acento grave onde não havia, deixou de acentuar hambúrguer e demonstrou que não sabe a diferença entres os pronomes este e esse.

Tudo bem, acontece. Não prejudicou a mensagem.

O mais grave é que ele acusa o leitor por não ter entendido o texto. A notícia da demissão era piada, ele insinua agora.

Danilo continua no SBT.

As críticas que fez a Jair Bolsonaro pela provável indicação do filho, Eduardo, à Embaixada dos EUA não tiveram a repercussão negativa na emissora.

E nem deveriam ter mesmo.

O que Danilo diz nunca pode ser levada a sério.

O que ele faz é palhaçada. Sempre.

E Sílvio Santos, o patrão, sabe disso, e já fez escola no quesito mentira.

Quando ainda era funcionário da Globo, Silvio Santos fez circular a fake news de que tinha sido assassinado e não apresentaria o programa Cidade x Cidade.

Em 2004, disse em entrevista que tinha poucos anos de vida.

No SBT, vale tudo para chamar a atenção.

Errado — e nisso Gentili tem razão — é levá-los a sério.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!