DCM TV: Aras chama Lava Jato de “caixa de segredos” para chantagem e extorsão

Em entrevista ao Grupo Prerrogativas, transmitida pelo DCM TV nesta terça (28), o procurador-geral da República Augusto Aras chamou a Operação Lava Jato de “caixa de segredos”, por manter um banco de dados distante do controle central da instituição.

Aras afirmou que apoia o compartilhamento dos dados da força-tarefa de Curitiba com a PGR para evitar que as informações contidas no sistema do grupo não sejam usadas para “chantagem e extorsão”.

“Em todo o MPF no seu sistema único tem 40 terabytes. Para o funcionamento do seu sistema, a força tarefa de Curitiba tem 350 terabytes e 38 mil pessoas com seus dados depositados, que ninguém sabe como foram escolhidos. Não se pode imaginar que uma unidade institucional se faça com segredos, com caixas de segredos”, disse o PGR.

O procurador-geral, que vive um embate com a Lava Jato, disse que tem enfrentado uma oposição “sistemática” dentro do MPF. “Mas isso não vai impedir que este PGR se amedronte ou seja manipulado por qualquer que seja o interesse”, afirmou.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!