Delis Ortiz, que pediu desculpas a Bolsonaro antes de surrá-lo com pergunta, já entregou-lhe uma Bíblia

Em junho do ano passado, a repórter Delis Ortiz, da TV Globo, surpreendeu ao oferecer uma bíblia a Jair Bolsonaro.

Ao final de um café da manhã no Palácio do Alvorada, pediu a palavra e fez um agradecimento em nome dos jornalistas que acompanhavam diariamente as notícias da presidência.

O fato chamou a atenção porque a repórter da TV Globo, na época, tinha uma de suas filhas trabalhando no Governo – havia sido nomeada para um cargo na coordenação de relações públicas da Secretaria-Geral da Presidência.

Delis voltou a surpreender na patética coletiva em que Jair e 8 de seus ministros discorreram sobre medidas para conter o surto do coronavírus, nesta quarta (18).

Desculpou-se por perguntar ao presidente se ele não se arrependia de ter ido ao encontro do povo do domingo dos atos anti-Congresso e STF, mesmo sabendo que podia estar com coronavírus e correndo o risco de espalhar a doença entre os populares.

Jair agradeceu a pergunta e se enrolou todo para defender o grande trabalho que julga estar executando na crise, alardeando que seu time está ganhando e que por isso, ele, o técnico, deve ser enaltecido como o principal responsável pelo sucesso.

Delis acredita na Palavra, mas é na palavra dos irmãos Marinho, que querem ver o Bozo no fundo do mar.

Délis Ortiz entrega a Bíblia a Bolsonaro

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!