Desembargador que desempatou recurso de Flávio Bolsonaro criticou governadores: “arbitrários” e “loucos”

O desembargador Paulo Rangel (terceiro da direita para a esquerda) com o juiz Bretas em estande de tiro

O desembargador Paulo Rangel, que desempatou o recurso de Flávio Bolsonaro para tirar da primeira instância da Justiça a investigação das rachadinhas, é muito querido das hostes bolsonaristas.

Ele posou com o juiz federal Marcelo Bretas em 2017 num estande de tiro no Rio de Janeiro.

A deputada Bia Kicis, investigada no STF, postou em abril trechos de uma live de Rangel criticando governadores e prefeitos por prender quem violasse a quarentena.

“Estão cometendo crime de responsabilidade e precisam ser submetidos a exame de insanidade mental”, falou.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!