Destruir monumentos nunca foi um problema no Brasil

Estátua do Borba Gato é incendiada em SP. Foto: Lucas Porto

Publicado originalmente no Facebook do Pensar a História:

Destruir monumentos nunca foi um problema no Brasil. Basta que sejam os monumentos certos.

O Monumento Eldorado Memória, projetado por Oscar Niemeyer para homenagear os dezenove sem-terra mortos durante o Massacre de Eldorado do Carajás, foi destruído apenas duas semanas depois de sua inauguração.

Nunca foi reerguido.

O Memorial 9 de Novembro, também de Oscar Niemeyer, construído em memória dos três trabalhadores da Companhia Siderúrgica Nacional mortos pelo Exército Brasileiro durante a Greve dos Operários de 1988, foi destruído no dia seguinte à sua inauguração.

O problema só ocorre quando se destroem os símbolos que glorificam a elite.

A destruição dos raros monumentos erguidos em memória da classe trabalhadora nunca suscitou indignação ou falsos debates sobre “preservação da história”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!