Devemos remover estátua de escravocratas como Borba Gato? Laurentino Gomes acha que não

Devemos remover estátua de escravocratas como Borba Gato? Laurentino Gomes acha que não. Foto: Reprodução/Twitter

O Brasil tem monumentos em várias cidades que homenageiam escravocratas como Borba Gato, bandeirante que caçava índios. A estátua dele é uma das mais altas da cidade, que fica em Santo Amaro, São Paulo.

Depois que manifestantes em Londres e Bélgica atacaram as estátuas dos genocidas deles, começou o debate no Brasil sobre a manutenção ou não de homenagens similares no Brasil.

O jornalista Laurentino Gomes, autor de livros sobre história e escravidão, é contra. Saiba por que:

Vejo nas redes sociais um movimento pela derrubada da estátua do bandeirante Borba Gato situada no bairro de Santo Amaro, em SP. Sou contra. Estátuas, prédios, palácios e outros monumentos são parte do patrimônio histórico. Devem ser preservados como objetos de estudo e reflexão

Genro de Fernão Dias Paes Leme, o paulista Manuel de Borba Gato fez fama e fortuna na segunda metade do século XVIII percorrendo os sertões brasileiros à caça de indígenas para escravizar. Era também um fugitivo da lei e contrabandista de ouro

Acusado de matar dom Rodrigo de Castelo, fidalgo português administrador-geral das Minas, em 28 de agosto de 1682, Borba Gato tinha se acobertado com seu bando na região dos Rio das Velhas, em Minas Gerais

Nas vizinhanças do refúgio de Borba Gato estava localizada a Serra de Sabarabuçu, atualmente no município de Sabará, a 23 quilômetros de Belo Horizonte, de onde brotariam as primeiras pepitas de ouro por volta de 1694

Hoje acredita-se que, por mais de uma década, Borba Gato tenha mantido segredo da descoberta, para não atrair a cobiça de concorrentes, os cobradores de impostos da coroa portuguesa e, em especial, obter perdão real para o crime que havia cometido. Foi, de fato, o que aconteceu

Em troca da localização das minas, o rei de Portugal não apenas anistiou o bandeirante como lhe cumulou cargos e honrarias. Num piscar de olhos, Borba Gato deixou de ser um criminoso fugido da lei e foi imediatamente promovido a fígado e guarda-mor das Minas de Caetés

Com dez metros de altura e vinte toneladas de peso, a atual estátua de Borba Gato no bairro de Santo Amaro, em São Paulo, é feia que dói. Ainda assim, deve lá ficar. Mas passar por ela, as pessoas devem saber quem foi o personagem e como foi parar no panteão dos heróis nacionais

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!