Dilma Rousseff: Bolsonaro traz de volta a miséria para as famílias

Publicado no Facebook de Dilma Rousseff

Verba prevista para 2020 é R$ 29,5 bilhões, abaixo dos R$ 32 bilhões direcionados ao programa em 2019 / Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O governo Bolsonaro está desmontando o Bolsa Família e submetendo milhões de brasileiros à fome e à miséria. Não o faz por incompetência, mas por método: matéria da Folha denuncia que TODOS os 200 municípios mais pobres do Brasil tiveram suspensão ou recuo no atendimento do Bolsa Família.

O Bolsa Família está sendo congelado nas regiões mais carentes do Brasil, onde vivem os que mais precisam. Há cidades em que nenhuma família é atendida há 8 meses. Mais de 1 milhão de famílias aguardam na fila a inclusão no programa. Em 2019, o número de famílias atendidas caiu 1,2 milhão.

Nos nossos governos, o Bolsa Família atendia 14 milhões de famílias, resgatou 36 milhões da miséria, colocou 17 milhões de crianças na escola, reduziu a mortalidade infantil por desnutrição em 58% e por diarreia em 46%. Foi considerado o melhor programa de transferência de renda do mundo.

Bolsonaro não está apenas abandonando o programa, mas pretende destruí-lo. O desprezo pelas necessidades dos mais pobres revela em toda a sua perversa dimensão a desumanidade da agenda neoliberal aplicada pelo seu governo. Destruir o Bolsa Família e um crime contra a Nação.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!