Dólar “bate” R$ 4,20. “Valor” diz que mercado vê Haddad avançando. Por Fernando Brito

Fernando Haddad. Foto: Reprodução/Twitter

Publicado originalmente no Tijolaço

POR FERNANDO BRITO, jornalista

Às 16 horas e 20 minutos, a cotação do dólar atingiu R$ 4,208.

O simbólico patamar dos R$ 4,20 é atribuído, claro, às informações que circulam no “mercado” sobre a sucessão presidencial.

A cotação da moeda norte-americana, claro, indica para quem são boas e para quem acha que são más as notícias.

Mercado piora com expectativa de fortalecimento de Haddad“, noticia o Valor, informando que “muitos “trackings” privados mostram o avanço do petista, o que eleva a apreensão dos agentes em relação à pesquisa Datafolha, que será conhecida amanhã”.

Não que o candidato petista traga algum risco, mas traz a possibilidade de ganhar-se com a especulação.

Os indicadores no exterior, desta vez, não tiveram culpa: a inflação norte-americana veio mais baixo que o esperado e um cenário positivo para moedas emergentes.

Depois do pico, baixou meio centavo, queda muito fraca se considerada as ordens de venda fixadas para a “marca mágica” que era aquele valor.

Era, não é mais.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!