Doria cai em pesquisa e PSDB infla seus números em gráfico picareta

Texto publicado no RBA.

A página do PSDB São Paulo no Facebook divulgou um gráfico no mínimo equivocado sobre a pesquisa Ibope, divulgada na noite de ontem (28). Para os tucanos, as intenções de voto do ex-prefeito João Doria alcançam números próximos de 90%, levando-se em conta a escala. A realidade é outra. Seu percentual de intenções de votos é de 22% e na última pesquisa, realizada em abril, era de 24%. Já sua rejeição chega a 35%, e na capital o quadro é ainda pior: 55% do eleitorado diz que nunca votaria nele.

Após repercussão negativa, a página tucana retirou o gráfico do ar.

A pesquisa contempla projeções sobre o governo de São Paulo e o Senado Federal. Na segunda posição para o governo, Paulo Skaf (MDB) também viu o apoio cair nesta nova edição da pesquisa. De 19% em abril para 15% agora. Surpreende o número de votos brancos e nulos, que somam 40% das intenções, mais que os dois primeiros colocados juntos.

Em terceiro lugar, o candidato do PT, Luiz Marinho, com 4%, acompanhado de perto, em empate técnico, com o governador do estado, Márcio França (PSB). A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

Em caso de segundo turno entre Skaf e Doria, a pesquisa revela um empate técnico. O tucano aparece com 31% das intenções de voto, frente a 30% do emedebista. Neste caso, brancos e nulos também representariam um percentual maior do que cada um deles, com 32%. Em outra projeção, entre Doria e Marinho, o tucano teria 37% das intenções enquanto o petista aparece com 21%. Já contra França, o ex-prefeito aparece com 35% contra 22% do governador.

Senado e presidência

Para o Senado, Eduardo Suplicy (PT) aparece na liderança, com 30% das intenções de voto, contra 26% do apresentador de televisão José Luiz Datena, que sairia pelo partido Democratas. Ainda não existe a confirmação da sua candidatura. Na terceira posição, Marta Suplicy (MDB) aparece com 18% das intenções.

A pesquisa também avaliou as intenções de votos dos paulistas para o pleito presidencial. Lula lidera, pelo PT, com 23%. O deputado Jair Bolsonaro (PSL) aparece na segunda posição com 19% e o ex-governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB), tem 13%. Em seguida, Marina Silva (Rede), 9%, Ciro Gomes (PDT), 3%, e Alvaro Dias (Pode), 2%.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!