Eduardo Bolsonaro e Roberto Jefferson espalharam fake news sobre continência de PMs a bolsonaristas na Paulista

Eduardo Bolsonaro e o novo aliado do bando, Roberto Jefferson, espalharam a fake news de que PMs bateram continência para bolsonarista que faziam protesto na Paulista.

Na verdade, como mostrou o DCM ontem, tratou-se de homenagem a um soldado morto.

A Polícia Militar esclareceu em nota que as sirenas tocaram para o policial Alexandre, de 25 anos, que faleceu em serviço na véspera.

João Doria, alvo principal das mentiras, também comentou o ocorrido.

“É absolutamente falsa a notícia que Policiais Militares de SP prestaram continência hoje a manifestantes. Os PMs prestaram continência e fizeram um minuto de silêncio nessa tarde, em homenagem ao soldado Lucas Leite, que faleceu em serviço ontem à noite na capital”, escreveu no Twitter.

Na manhã de segunda, 25, Bolsonaro aproveitou a cascata para pregar a insubordinação da tropa junto ao inimigo.

Na porta do Alvorada, o presidente estimulou que não obedecessem as ordens de Doria.

“A PM de São Paulo, parabéns para vocês. Ordem absurda não se cumpre”, falou.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!