Eduardo Bolsonaro posta foto fake para defender PL visando criminalizar apologia ao comunismo

Steve Bannon e Eduardo Bolsonaro

É espantosa a facilidade com que essa turma mente.

Eduardo Bolsonaro apresentou um projeto de lei que prevê cadeia para quem fizer apologia do nazismo e do comunismo.

O PL “visa impedir genocídios”, diz o filho do genocida.

“Na justificativa do projeto uso ainda exemplos fáticos dessas desgraças: o Holodomor na Ucrânia (1ª imagem) perpetrado pelos comunistas soviéticos e o Holocausto realizado pelos nazistas alemães (2ª imagem)”, postou no Twitter.

Eis os “exemplos fáticos”:

A imagem do “holodomor”, na verdade, é de um grupo de indianos em um campo de refugiados durante a “Grande Fome de Madras” (1876-1888), no sul da Índia, obra e graça do colonialismo britânico.

Acredita-se que até 10 milhões morreram nesse período. 

O retrato, impressionante, é de Willoughby Wallace Hooper, que registrou a tragédia e foi acusado de transformar as vítimas em objetos. 

Abaixo, o original de Hooper:

Refugiados em Madras, na Índia, durante a fome de 1876-1878. Foto de Willoughby Wallace Hooper

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!