Em despedida, Celso de Mello faz alerta sobre autoridades que ignoram limites do poder

Publicado originalmente no Migalhas

Na tarde desta quarta-feira, 7, o ministro Celso de Mello fez um discurso de despedida do STF, em razão de sua aposentadoria voluntária que se avizinha. O decano se aposentará no próximo dia 13.

Após discursos de homenagens, Celso de Mello reiterou sua inabalável fé na integridade e na independência do STF, “por mais desafiadores, difíceis e nebulosos que possam ser os tempos que virão e os ventos que soprarão”.

Segundo o decano, os magistrados do STF, por suas qualidades e atributos, sempre estarão a altura das melhores e das mais dignas tradições históricas da Suprema Corte Brasileira, especialmente em um delicado momento da vida institucional, “no qual se ignoram os ritos do poder, em que altas autoridades da República, por ignoraram que nenhum poder é ilimitado e absoluto, incidem em perigosos ensaios de cooptação de instituições republicanas, cuja atuação só se pode ter por legítima quando preservado grau de autonomia institucional que a CF lhes assegura”.

Veja:

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!