Em mensagens, procurador disse que seria “praticamente impensável derrotar ‘são’ Lula”

Diálogo de 2015 mostra o procurador José Robalinho Cavalcanti, ex-presidente da Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR), dizendo que “será quase impossível derrotar o pt e praticamente impensável derrotar são lula” (sic).

As mensagens foram expostas na petição da defesa do ex-presidente Lula enviada ao Supremo Tribunal Federal nesta segunda (29).

Em resposta, o procurador bolsonarista Ailton Benedito afirmou que, apesar da impossibilidade de “derrotar Lula”, ele achava “interessante” ver “os vermes estrebuchando”.

Para a defesa do ex-presidente, o diálogo revela que a Lava Jato queria “promover uma cruzada jurídica”:

“Não se tratava de uma mera opinião política — que, evidentemente, deveria ser aceita democraticamente em
qualquer sentido —, mas da clara indicação de que a ‘lava jato’ iria promover uma cruzada jurídica contra o aqui Reclamante para atacar sua reputação e retirar os seus direitos políticos, tanto é que outro membro do MPF, no mesmo chat, de nome AILTON, admitiu apreciar ‘O SOFRIMENTO DOS ELEITORES DO LULA, SEM COMISERAÇÃO’ e, ainda, que o ‘SOFRIMENTO ALHEIO É MUITO SALUTAR’. Tais mensagens, além de mostrar, uma vez mais, uma atuação político-partidária de um setor do Ministério Público Federal, reforçam que a “lava jato” identificou o uso estratégico do Direito como única forma de afastar o Reclamante do cenário político e de um eventual êxito eleitoral”.

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!