Em Nova York, protesto nos ares pede “Stop Bolsonaro”

Protesto contra Bolsonaro no céu de Nova York

Um protesto no céu de Nova York, ocorrido por duas vezes consecutivas nessa semana pediu, em inglês, a saída de Bolsonaro da presidência do Brasil.

Um avião sobrevoou os arredores da Estátua da Liberdade com um cartaz com a seguinte mensagem: “Save the Amazon, Save Lives, Stop Bolsonaro”. Em tradução livre, “Salve a Amazônia, Salve vidas, Pare Bolsonaro”.

Foi planejado pelo Coletivo Brado, que explicou o ato como “um alerta à comunidade internacional sobre a crise que assola o Brasil, graças à gestão de caráter genocida e de descaso ao meio-ambiente de Jair Bolsonaro” – as imagens foram publicadas na página do grupo no Facebook.

O Coletivo Brado se apresenta como “um coletivo de brasileirxs e pessoas interessadas no Brasil, sediado em Nova York e áreas adjacentes, com biografias e identidades diversas”.

O grupo garante que “coletivamente, repudiamos o golpe legislativo, judicial, midiático e corporativo contra a presidenta eleita Dilma Rousseff. Golpe este que, derrubando o estado democrático de direito, instaurou uma política econômica neoliberal que vem trazendo inúmeros retrocessos aos direitos adquiridos por cidadãos brasileirxs desde a retomada democrática do fim dos anos oitenta. Estamos comprometidos com a luta pelo retorno da democracia e contra as injustiças sociais que ocorrem no Brasil. Cultivamos processos de reflexão sobre a conjuntura sócio-política brasileira e mundial para que assim possamos conceber, deliberar e expressar posições individuais e coletivas de forma democrática e crítica. Buscamos criar esse espaço de reflexão e troca para informar nossas ações de protesto e luta”.

Outros protestos contra o mandatário estão sendo preparados para sábado que vem, dia 24.

Veja a publicação do Facebook aqui: