Em passeio pago com dinheiro público, comitiva brasileira sai sem máscara do Brasil e é obrigada a usá-la em Israel

Comitiva brasileira embarcando para Israel sem máscara

O governo brasileiro é formado por aquele idiota típico que, no próprio país, urina na rua, joga lixo na calçada e reclama do aerporto lotado, mas quando vai ao EUA ou Europa se comporta direitinho.

A ridícula comitiva que foi a Israel no sábado, dia 6, para trazer um inócuo spray nasal à guisa de combate à pandemia deu vexame na saída e na chegada.

Um vídeo idiota compartilhado no Twitter pelo deputado Eduardo Bolsonaro, cuja razão única para estar no passeio é ser filho do presidente, mostra todos sem máscara.

Eles aparecem perfilados com uma música triunfal ao fundo, como se fossem os cavaleiros atrás do Santo Graal.

Na foto divulgada pelo Itamaraty, no entanto, na manhã do domingo, já em solo israelense, todos aparecem devidamente mascarados.

Os brasileiros que morram, portanto.

A comitiva brasileira em Israel

O trem da alegria ainda leva Hélio Negão, especializado em puxar o saco, e é chefiado pelo pateta Ernesto Araújo, ministro de Relações Exteriores.

Ernesto protagonizaria mais uma cena patética: ao posar para uma foto com ministro israelense, tomou uma chamada para colocar a proteção facial.

O pior é que esse circo é pago por nós.

 

O jornalismo do DCM precisa de você para continuar marcando ponto na vida nacional. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado!