Enquanto os fascistas ladram, Paulo Freire continuará passando. Por Jean Wyllys

Paulo Freire

PUBLICADO ORIGINALMENTE NO FACEBOOK DE JEAN WYLLYS

Em tempos de renascimento do macartismo, nos quais o patrulhamento delirante direciona seu ódio contra um suposto comunismo, marxismo ou qualquer ideia que considerem ser de esquerda, temos que comemorar todas as vitórias. A Comissão de Direitos Humanos do Senado, através do relatório da senadora Fátima Bezerra (PT-RN), rejeitou a tentativa de retirar o título de “Patrono da Educação” de Paulo Freire. A sugestão legislativa foi fabricada por uma campanha orquestrada, nada espontânea, e com muitas assinaturas falsificadas, por grupos que tentam passar a falsa ideia de que suas ideias estapafúrdias têm adesão popular.

No início deste mês eu tive a honra de entregar para a senadora e a educadora Anita Freire, viúva de Paulo Freire, duas moções de repúdio contra a tentativa de retirar dele este título tão importante. As moções foram aprovadas pelas comissões de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados, nesta última com uma proposta de minha autoria.

Ainda que queiram difamar Paulo Freire, jamais terão seus nomes escritos nas páginas da história, senão como a escória bem-paga para manipular parte da população a atender interesses partidários de uma verdadeira organização criminosa. Enquanto eles ladram, Paulo Freire continua e continuará passando!