Entre a família Contarato e a família Bolsonaro, qual é mais feliz, normal e cristã? Só um fascista não vê

Contarato e sua família

O senador Fabiano Contarato protagonizou um momento histórico na CPI ao confrontar o empresário Fakhoury e seu comentário delinquente no Twitter.

A Polícia do Senado e o Ministério Público foram convocados para apurar a ocorrência de crime de homofobia. Fakhoury já é alvo de um inquérito no Supremo.

No dia 12 de maio, Contarato publicou uma mensagem no Twitter cobrando a prisão do ex-secretário de comunicação Fabio Wajngarten e errou a grafia da palavra “flagrancial”. Saiu “estado fragrancial configurado”.

“O delegado, homossexual assumido, talvez estivesse pensando no perfume de alguma pessoa ali daquele plenário… Quem seria o ‘perfumado’ que lhe cativou?”, escreveu Fakhoury.

Sentado na cadeira da presidência, cedida por Omar Aziz, Contarato passou um sabão inesquecível no sujeito, que ouviu calado a reprimenda. O valentão de rede social virou um rato.

“Dinheiro não compra dignidade. A sua família não é melhor que a minha”, disse. “Se o senhor faz isso comigo, como senador, imagina no Brasil, que é o país que mais mata a população LGBTQIA+?”

Continuou: ”Essa dor é incomensurável, não tem dinheiro que pague isso, estou expondo meu esposo, meus filhos, minha família, para que outras pessoas não tenham que passar pelo mesmo”.

Bolsonaristas, fascistas em geral, têm uma noção particularmente deturpada do cristianismo e da família. Fabiano é casado desde dezembro de 2017 com Rodrigo Groberio, que conheceu em 2011.

“São 10 anos de história juntos! Nos inspiramos na 1ª carta aos Coríntios que diz que o amor é paciente, bondoso, não maltrata, não guarda rancor e tudo suporta. Nosso desejo é de que todos também possam encontrar esse amor puro e verdadeiro”, escreveu no último Dia dos Namorados.

Têm dois filhos: Gabriel e Mariana, pelos quais lutaram até concluir os processos de adoção.

As fotos mostram um quarteto equilibrado, amoroso, feliz na medida do que se pode perceber — o retrato de uma família normal. Não há registro de malfeitos por parte de nenhum deles.

Compare com Bolsonaro, o ídolo de Fakhoury, com seus três casamentos e um bando de zeros à direita, um deles, Carluxo, visivelmente perturbado. 

Qual é a família mais próxima da ideal? Qual é a mais cristã? Qual é flagrantemente doente, senhor Fakhoury?

Jair com Eduardo e Carlos Bolsonaro